Obesidade e infertilidade: uma revisão sistemática da literatura

Luana Tajra Farias, Rocilda Cleide Bonfin de Sabóia, Carlos Henrique Ribeiro Lima

Resumo


Esse estudo objetivou revisar sobre a relação existente entre a obesidade e a infertilidade masculina e feminina. Foi realizado um estudo de revisão bibliográfica sistemática nas bases de dados da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), Pubmed, Scielo, Lilacs e Science Direct.A amostra foi composta por 16 artigos. Foram utilizadas tabelas para a organização dos artigos selecionados, com dados de identificação como: autores, ano, objetivos, tipo de estudo e principais achados. A seleção das publicações obedeceu aos seguintes critérios: artigos originais e de revisão, em idiomas português e inglês, datados entre 2006 e 2016. Os artigos selecionados para discussão foram divididos em duas categorias: (1) Obesidade e infertilidade masculina (n= 09); (2) Obesidade e infertilidade feminina (n=07) a fim de tornar mais viável a compreensão dos fatores que se relacionam entre ambos os parâmetros. Os resultados apontam que no sexo masculino a obesidade reduz a qualidade do esperma, a concentração de testosterona e aumenta os níveis de estradiol. No sexo feminino, a obesidade favorece o risco de aborto, acarreta irregularidades na menstruação, altera o ambiente uterino, aumenta os níveis de hormônios andrógenos. Portanto, verificou-se que existe uma correlação entre a obesidade e a infertilidade, servindo de subsídios para o profissional nutricionista auxiliar seu paciente durante a consulta nutricional com o intuito de redução do índice de massa corporal. Contudo, faz-se necessárias novas investigações que confirmem definitivamente a relação entre a obesidade e a infertilidade em ambos os sexos, com ênfase em mecanismos mais esclarecedores e precisos.

Texto completo:

pdf

Referências


ALMEIDA, C. M. C. R.; LOURO, N. R. M. Obesidade e Infertilidade Masculina. 2014. 35f. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina) - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Universidade do Porto, Porto, 2014.

ALSHAHRANI, S. et al. The impact of body mass index on semen parameters in infertile men. Andrology., v. 48, n. 10, p. p. 1125-1129, fev, 2016.

BARBIERI, A. F., MELLO, R. A. As causas da obesidade: uma análise sob a perspectiva materialista histórica. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP. Campinas, v. 10, n. 1, p. 133-153, 2012.

BELLVER, J. et al. Female obesity impairs in vitro fertilization outcome without affecting embryo quality. Fertil Steril. EUA, v. 93, n. 2, p. 447-454, 2010.

BRANNIAN, J. D. Obesity and fertility. S D Med. EUA, v. 64, n. 7, p. 251–254, 2011.

BREWER, C. J.; BALEN, A. H. The adverse effects of obesity on conception and implantation. Reproduction. EUA, v.140, n.3, p.347-64, 2010.

CARNEIRO, M. F. G.; GUERRA JÚNIOR, A. A.; ACURCIO, F. A. Prescrição, dispensação e regulação do consumo de psicotrópicos anorexígenos em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Caderno de Saúde Pública. Rio de Janeiro, v. 24, n. 8, p. 1763-1772, 2008.

CHRISTOFOLONI, J. et al. Há relação entre os índices antropométricos e o decréscimo dos parâmetros seminais?. Einstein. São Paulo, v. 12, n. 1, p. 61-65, 2014.

COLLUCCI, C. Quero ser mãe: Histórias reais de mulheres que engravidaram com a ajuda da Ciência. Ribeirão Preto, (SP): Palavra Mágica, 2000.

CYRINO, A. P.; SCHRAIBER, L. B. Promoção da saúde e prevenção de doenças: o papel da educação e da comunicação. In: MARTINS, M. A. et al. Clínica Médica, v. 1, p. 501-506. São Paulo: Manole, 2009.

DODSON, W. C.; KUNSELMAN, A. R.; LEGRO, R. S. Association of obesity with treatment outcomes in ovulatory infertile women undergoing superovulation and intrauterine insemination. Fertil Steril. EUA, v. 86, n. 3, p. 642-646, 2006.

FERNANDEZ, C. D. B. Função reprodutiva em ratos machos obesos por consumo de dieta hipercalórica. 2011. 87 f. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Estrutural). Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia. São Paulo, 2011.

GODOY, C. M. O papel da nutrição na fertilidade humana. 2008. 20 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Nutrição Clínica) - Ganep, São Paulo, 2008.

GONÇALVES, J. Avaliação do casal infértil. Revista Portuguesa de Clínica Geral. Porto, v. 21, p. 493-503, 2005.

HIMMEL, W. et al. Management of involuntary childlessness. Br J Gen Pract. EUA, v. 47, p. 111-8, 1997.

KATIB, A. Mechanisms linking obesity to male infertility. Central European Journal of Urology. EUA, v. 68, n. 1, p. 79-85, 2015.

KIM, S.Y. et al. Trends in Pre-pregnancy Obesity in Nine States, 1993–2003. Obesity. EUA, v.15, n.4, p.986-93, 2007.

KORT, H. I. et al. Impact of body mass index values on sperm quantity and quality. Journal of Andrology. EUA, v. 27, n. 3, p. 450-452, 2006.

MAIA, M. A. C. Infertilidade em mulheres com excesso de peso/obesidade. Monografia. (Licenciatura em Ciências da Nutrição) - Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. Porto, Portugal, 2012.

MATTAR, R. et al. Obesidade e gravidez. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. São Paulo, v. 31, n. 3, p.107-10, 2009.

MCDONALD, A. A. et al. The impact of body mass index on semen parameters and reproductive hormones in human males: a systematic review with metaanalysis. Human Reproduction Update. EUA, v. 16, n. 3, p. 293-311, 2010.

MICHEL, C. L.; BONNET, X. Influence of body condition on reproductive output in the guinea pig. J. exp zool a ecol genet physiol. EUA, v. 317, n. 1, p. 24–31, 2012.

MORAES, M.S, ANDRADE, F. A obesidade e infertilidade na reprodução humana assistida: revisão bibliográfica. 2012. Disponível em: < http://www.cpgls.pucgoias.edu.br/6mostra/artigos/BIOLOGICAS/MARIA%20SIMONE%20DE%20MORAES.pdf>. Acesso em maio 2016.

NGUYEN, R.H. et al. Men's body mass index and infertility. Hum Reprod. EUA, v. 22, n.9, p. 2488-93, 2007.

NISSEN, L. P. et al. Intervenções para tratamento da obesidade: revisão sistemática Revista brasileira med fam comunidade. Florianópolis, v. 7, n. 24, p. 184-190, 2012.

OLIVEIRA, F. R.; LEMOS, C. N. C. D. Obesidade e reprodução. Revista Femina. Brasil, v.38, n. 5, p. 122-37, 2010.

PASQUALI, R.; PATTON, L.; GAMBINERI, A. Obesity and infertility. Curr Opin Endocrinol Diabetes Obes. EUA, v. 14, n. 6, p. 482-487, 2007.

PASQUALOTTO, F. F. et al. Efeito da obesidade na função reprodutiva masculina. Urologia Essencial. São Paulo, v.1, n. 4, p.134-146, 2011.

PASSOS, E. P.; ALMEIDA, I. C. A.; FAGUNDES P. A. P. Quando a gravidez não acontece. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PAULI, E. M. et al. Diminished paternity and gonadal function with increasing obesity in men. Fertil Steril. EUA, v.90, n.2, p.346-51, 2008.

PINBORG, A. et al. Influence of female bodyweight on IVF outcome: a longitudinal multicentre cohort study of 487 infertile couples. Reprod Biomed Online. EUA, v.23, n.4, p.490-9, 2011.

RAMLAU-HANSEN, C. H. et al. Subfecundity in overweight and obese couples. Hum Reprod. Oxford, v. 22, n. 6, p.1634-7, 2007.

ROBKER, L. K. et al. Obese women exhibit differences in ovarian metabolites, hormones, and gene expression compared with moderate-weight women. J Clin Endocrinol Metab. Washington, v. 94, n. 5, p. 1533–1540, 2009.

ROSENBLATT, A. Perfil androgênico em pacientes obesos graves do sexo masculino submetidos à cirurgia bariátrica. 2012. 110 f. Tese (Doutorado em Ciências). Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.

ROTH, M.Y.; AMORY, J.K.; PAGE, S.T. Treatment of male infertility secondary to morbid obesity. Nat Clin Pract Endocrinol Metab. New York, v. 4, n.7, p.415–9, 2008.

RYBAR, R. et al. Male obesity and age in relationship to semen parameters and sperm chromatin integrity. Andrologia. EUA, v. 43, n. 4, p.286-91, 2011.

SAGAE, S. C. et al. Bloqueio do receptor AT1 da Angiotensina II reduz o número de folículos antrais em ratas com obesidade induzida por dieta de cafeteria. Rev Bras Ginecol Obstet. Rio de Janeiro, v. 37, n. 7, p. 302-307, 2015.

SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de fisioterapia. São Carlos, v. 11, n. 1, p. 83-89, 2007.

SANTO, M. A.; CECCONELLO, I. Obesidade mórbida: controle dos riscos. Arquivos de Gastroenterologia. São Paulo, v. 45, n. 1, p. 1-2, 2008.

SHUKLA, K. K. et al. Recent scenario of obesity and male fertility. Andrology. EUA, v. 2, n. 6, p. 809-18, 2014.

SOLIGO, A. G. S. et al. Prevalência dos fatores trombofílicos em mulheres com infertilidade. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Campinas, v. 29, n. 5, p. 235-240, 2007.

VANNUCCHI, H.; MARCHINI, J. S. Nutrição e metabolismo: nutrição clínica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

VURAL, F.; VURAL, B.; ÇAKIROĞLU, Y. The role of overweight and obesity in in vitro fertilization outcomes of poor ovarian responders. Biomed Res Int. EUA, v. 2015, n. 7, p. 815-43, 2015.

WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global strategy on diet, physical activity and health: obesity and overweight [Internet]. Geneva: WHO; 2003. Disponível em: http://hpr/NPH/docs/gs_obesity.pdf> Acesso em: 13 de abril de 2016.

WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION. The International Committee for Monitoring Assisted Reproductive Technology (ICMART) and the World Health Organization (2009) Revised glossary on ART terminology. Geneva: WHO and ICMART, 2009.

WU, Z. et al. Correlation between body mass index of Chinese males and assisted reproductive technology outcome. International Journal of Clinical and Experimental Medicine. Madison, v. 8, n. 11, p. 21472-21476, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Volumes Anteriores Impressos

 

INDEXADA EM: