TERAPIAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SITUAÇÕES EMOCIONAIS NA PANDEMIA DO COVID-19

Maria Raquel da Silva Lima, Fernanda Pimentel de Oliveira, Francisca Lúcelia Ribeiro de Farias

Resumo


Objetivo: Compreender o impacto das Terapias Integrativas e Complementares em situações emocionais na pandemia do COVID-19. Desenvolvimento: Realizou-se uma reflexão, havendo a análise e interpretação de artigos, livros, cartilhas de instituições sobre o COVID-19, além de publicações oficiais do Ministério da Saúde que abordam a temática, embasando esta reflexão. A nova pandemia mundial (COVID-19) tem colocado em pauta além da saúde física das pessoas, também a saúde mental. Os transtornos comumente apresentados são decorrentes de ansiedade, estresse, podendo ser aliviados com o uso das Práticas Integrativas e Complementares. Conclusão: Considerando que elas produzem aumento da autoestima, redução dos agentes estressores, sensação de bem-estar, diminuição de sentimentos negativos por vezes apresentados em decorrência da necessidade de se manterem isolados, as PICS’s são sugeridas como um complemento ao cuidado do novo coronavírus.


Palavras-chave


Saúde Coletiva

Texto completo:

PDF

Referências


SMUNDSON, G. J. G.; TAYLOR, S. Coronaphobia: Fear and the 2019-nCoV outbreak. Journal of anxiety disorders, v. 70, p. 102196, 2020.

AZEEMI, S. T. Y. et al. The mechanistic basis of chromotherapy: Current knowledge and future perspectives. Complementary therapies in medicine, v. 46, p. 217-222, out. 2019.

BERNARDO, P. P. A prática da arteterapia: correlações entre temas e recursos. Temas centrais em arteterapia. 4ª ed. São Paulo: Arterapinna Editorial; 2013.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Recomendação Nº 041, de 21 de maio de 2020. Recomenda ações sobre o uso das práticas integrativas e complementares durante a pandemia da Covid-19. Disponível em: . Acesso em: 02 set. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n° 702, de 21 de março de 2018. Altera a Portaria de Consolidação nº 2/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para incluir novas práticas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares – PNPIC. Diário Oficial da União. 22 Mar 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 849, de 27 de março de 2017. Inclui a Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Diário Oficial da União. 28 Mar 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política nacional de práticas integrativas e complementares no SUS : atitude de ampliação de acesso / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2015.

BROOKS, S. K. et al. The psychological impact of quarantine and how to reduce it: rapid review of the evidence. The Lancet, v. 395, n.10227, p. 912–920, 2020.

CARVALHO, P. M. M. et al. The psychiatric impact of the novel coronavirus outbreak. Psychiatry Research, v. 286, p.112902, 2020.

CHEN, Q. et al. Mental health care for medical staff in China during the COVID-19 outbreak. The Lancet, v.7, n.4, p.15-16, 2020.

CRUZ, P. L. B.; SAMPAIO, S. F. As práticas terapêuticas não convencionais nos serviços de saúde: revisão integrativa. Revista de APS, v.19, n.3, p.483- 94, 2016.

ENOMÓTO, J. Auriculoterapia oriental: método Enomóto/jóji enomóto. 1ªed. São Paulo: Ícone; 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA. Nota Técnica nº 10/2020 – DAPS/SPS/SES. Orientação para profissionais de saúde no uso de práticas integrativas e complementares no período de pandemia do covid-19. Disponível em: . Acesso em: 02 set. 2020.

FERREIRA, J. A. et al. Práticas não convencionais em saúde por familiares e vínculos afetivos de pacientes críticos. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online, v.9, n.1, p.200-207, 2017.

FREITAG, V. L. et al. Benefícios do Reiki em população idosa com dor crônica. Texto & Contexto Enfermagem, v.23, n.4, p:1032-40, 2014.

FRÜHAUF, A. et al. Jogging, nordic walking and going for a walk - inter-disciplinary recommendations to keep people physically active in times of the covid-19 lockdown in Tyrol, Austria. Current Issues in Sport Science, v.5, 2020

HELBORN, M. L. A.; PEIXOTO, C. E.; BARROS, M. M. L. Tensões familiares em tempos de pandemia e confinamento: cuidadoras familiares. Physis: Revista de Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 30, n.2, p: e300206, jul. 2020.

HERBERT, J. Cortisol and depression: three questions for psychiatry. Psychological Medicine, v. 43, n. 3, p. 449-69, mar. 2013.

JIANG, S. et al. A distinct name is needed for the new coronavirus. Lancet, v. 395, n.10228, p.949, mar. 2020

JUNIOR, E. T. Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, uma nova eficácia para o SUS. Estudos avançados, v.30, n.86, p.99-112, 2016.

JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. P. Biologia molecular e celular. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara; 1987.

KEMPER, K. et al. Nurses experiences, expectations, and preferences for mind-body practices to reduce stress. BMC Complementary Alternative Medicine, v.11, n.1, p.26, 2011.

KIM, J. H.; YANG, H.; SCHROEPPL, S. Peilot studies examining the effects of kouk sun do on university students with anxiety symptoms. Stress Health, v.29, n.2, p.99-107, 2013.

LI, W. et al. Progression of mental health services during the COVID-19 outbreak in China. International Journal of Biological Sciences, v.16, n.10, p.1732-1738, 2020.

MAGALHÃES, M. G. M.; ALVIM, N. A. T. Práticas Integrativas e Complementares no Cuidado de Enfermagem: Um enfoque ético. Escola Anna Nery, v.17. n.4, p.646-653, 2013.

MCFEETERS, S.; PRONT, L.; CUTHBERTSON, L. et al. Massage, a complementary therapy effectively promoting the health and well-being of older people in residential care settings: a review of the literature. International Journal of Older People Nursing, v.11, n.4, p.266-83, 2016.

MELLO, G. et al. A Coronacrise: natureza, impactos e medidas de enfrentamento no Brasil e no mundo. Campinas: Cecon, IE/UNICAMP, 2020.

NASCIMENTO, A.; PRADE, A. C. K. Aromaterapia: o poder das plantas e dos óleos essenciais. Recife: Fiocruz-PE, 2020. Disponível em: http://observapics.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/06/Cuidado-integral-na-Covid-Aromaterapia-ObservaPICS.pdf. Acesso em: 02 set. 2020.

NORONHA, P. H. Pesquisa nacional vai mapear uso de práticas integrativas e complementares em saúde durante a epidemia. 2020. Disponível em:. Acesso em: 02 set.2020.

PARK, S. C.; PARK, Y. C. Mental health care measures in response to the 2019 novel coronavirus outbreak in Korea. Psychiatry Investigation, v.17, n.2, p.85–6, fev. 2020.

PREFEITURA DE FLORIANOPÓLIS. PICs e COVID-19:Compilado de Práticas Terapêuticas para o autocuidado, fortalecimento da imunidade e bem-viver, durante e após a pandemia. Disponível em: . Acesso em: 02 set.2020.

SANTINI, Z. I. et al. Social disconnectedness, perceived isolation, and symptoms of depression and anxiety among older Americans (NSHAP): a longitudinal mediation analysis. Lancet Public Health, v. 5, n. 1, p. e62-e70, jan, 2020.

SILVA, R. M. et al. Uso de práticas integrativas e complementares por doulas em maternidades de Fortaleza (CE) e Campinas (SP). Saúde e Sociedade, v.25, n.1, p.108-200, 2016.

SIQUEIRA, A. B. R.; SANTOS, M. A.; LEONIDAS, C. Confluências das relações familiares e transtornos alimentares: revisão integrativa da literatura. Psicologia Clínica, v.32, n.1, p. 123-149, 2020.

TAYLOR, S. The psychology of pandemics: preparing for the next global outbreak of infectious disease. Newcastle upon Tyne: Cambridge Scholars Publishing, 2019.

TELES JÚNIOR, E. Práticas integrativas e complementares em saúde, uma nova eficácia para o SUS. Estudos avançados, v. 30, n. 86, p. 99-112, 2016.

WANG, C. et al. Immediate Psychological Responses and Associated Factors during the Initial Stage of the 2019 Coronavirus Disease (COVID-19) Epidemic among the General Population in China. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 14, n. 5, 1759, 2020.

WEBER, J. et al. Neurophysiological, neuropsychological, and cognitive effects of 30 days of isolation. Experimental Brain Research, v. 237, n. 6, p. 1.563-1.573, jun. 2019.

ZHOU, X. Psychological crisis interventions in Sichuan Province during the 2019 novel coronavirus outbreak. Psychiatry Research, v.286, p.112895, 2020


Apontamentos

  • Não há apontamentos.