AVALIAÇÃO DO PERCENTUAL DE GORDURA CORPORAL E GLICEMIA DE ESCOLARES

Thais Aline de Sousa Feitosa Guimaraes, Leticia Paixão Silva França, Luciane Marta Neiva de Oliveira

Resumo


Objetivo: Avaliar o percentual de gordura corporal e glicemia de adolescentes de escolas pública e privada de Teresina- PI Método:Estudo transversal, comparativo, quantitativo, com 66 escolares de 14 e 15 anos, ambos os sexos de escolas pública e privada. Foi aplicado questionário sociodemográfico, avaliado o percentual de gordura corporal por dobras cutâneas e circunferência da cintura, e realizou-se o teste de glicemia capilar pós-prandial. Resultados: Notou-se prevalência de adolescentes do sexo feminino (56,1%), ativos (62,1%), observou-se variações no percentual de gordura moderadamente alta, alto e muito alto em ambas as escolas. Não foi observado alteração significativa na circunferência da cintura e glicemia. Houve correlação fraca entre percentual de gordura corporal e glicemia apenas no sexo masculino da escola privada (r2=0,236). Conclusão: Ressalta –se a importância da adoção de hábitos de vida saudáveis, por promover benefícios a saúde além de reduzir riscos de ocorrência de doenças crônicas na vida adulta.


Palavras-chave


Distribuição da gordura corporal. Gordura subcutânea. Glicemia. Adolescente.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, A.M.S, et al. Adolescência, Gênero E Sexualidade: Uma Revisão Integrativa. REC.v.6, n 1, p.62-67, 2017.

SILVA, R.C.D, et al. Relação do índice de massa corpórea e somatório de dobras cutâneas com o nível de atividade física de escolares. Revista Univap. V. 23, n. 42, 2017.

OZCARI, S.G.I. Associação Entre O Consumo Usual De Produtos Ultraprocessados, O Perfil Nutricional Da Dieta E Indicadores De Obesidade Geral E Central Em Adultos: Estudo Populacional. [Tese]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2016.

SCHOMMER, V.A, et al. Excesso de Peso, Variáveis Antropométricas e Pressão Arterial em Escolares de 10 a 18 Anos. Arq. Bras. Cardiol. V.102, n. 4, p.312-318, 2014.

SILVA, C.C, et al. Circunferência do pescoço como um novo indicador antropométrico para predição de resistência à insulina e componentes da síndrome metabólica em adolescentes: Brazilian Metabolic Syndrome Study l. Rev Paul Pediatr. v.32, n. 2, p. 221-229, 2014.

MARQUES, R.M.B, FORNÉS, N.S, STRINGHINI, M.L.F. Fatores socioeconômicos, demográficos, nutricionais e de atividade física no controle glicêmico de adolescentes portadores de diabetes melito tipo 1. Arq Bras Endocrinol Metab. v. 5, n. 3, p. 194-202, 2011.

DIRETRIZES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES - SBD. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2015-2016. 2016. Disponível em: acesso em 03 de novembro 2018.

SLAUGHTER, M.H, et al. Skinfold equations for estimation of body fatness in children and youths. Human Biology. Detroit. V. 60, p.709-23, 1988.

LOHMAN, T.G. The use of skinfold to estimative body fatness on children and youth. Journal of physical education, recreation and dance. v. 58, n. 9, p. 98-102, 1987.

TAYLOR, R.W, et al. Evaluation of waist circunference, waist-to-hip ratio, and the conicity index as screening tools for high trunk fatmass, as measured by dual-energy X-ray absorptiometry, in children aged 3-19 y. The American Journal of clinical Nutrition. V. 72, p.490-495, 2000.

SILVA, R.C.D, et al. Nível de atividade física em adolescentes escolares do município de Rio verde – Goiás. Revista Inspirar. V.16, n. 2, p. 20-25, 2018.

PEREIRA, K.A.S, et al. Fatores de risco e proteção contra doenças crônicas não transmissíveis entre adolescentes. Rev Bras Promoç Saúde. v.30, n.2, p. 205-212, 2017.

LI, J.W, et al. The effect of acute and chronic exercise on cognitive function and academic performance in adolescents: A systematic review. J Sci Med Sport. V.24, n. 17, p. 30269-4, 2017.

ALVES, B.P, et al. Comparação do perfil antropométrico de adolescentes das redes pública e privada da cidade de Araras/SP e região. Adolesc. Saude. V.17, n.1, p. 41-55, 2020.

PANI, V.O, et al. Variáveis antropométricas e de composição corporal como preditores de risco cardiovascular e da síndrome metabólica em adolescentes. Braspen. V. 32, n. 3, p. 259-267, 2017.

KNABBEN, E.G, et al. Valor de referência do perímetro da cintura a partir do percentil 85 do “IMC” de adolescentes. Revista Biomotriz. V.8, n. 2, p. 78-93, 2014.

PILETTI, D, STRACK, M.H, ADAMI, F.S. Risco Cardiovascular de Crianças e Adolescentes. Caderno pedagógico. V.12, n. 1, p. 9-21. Lajeado, 2015.

PEDRONI, J.L, et al. Prevalência de obesidade abdominal e excesso de gordura em escolares de uma cidade serrana no sul do Brasil. Ciênc. Saúde coletiva. V.18, n. 5, p. 417-1425, 2013.

AMARAL, M. E. C.; OLIVEIRA I. B.; VIANA B. G. B. Avaliação da glicemia capilar e do percentil do índice de massa corpórea em estudantes do ensino médio. RBAC. V.48, n. 2, p.149-52. SP, 2016.

SIGWALT, F.T, SILVA, R.C.R. Resistência à insulina em adolescentes com e sem excesso de peso de município da Grande Florianópolis-SC. Rev Bras Enferm. V.67, n.1, p. 43-47, 2014.

BARBIAN, C. D. et al. Comparação do perfil nutricional, lipídico e glicêmico de crianças e adolescentes de diferentes hemisférios da zona rural de Santa Cruz do Sul – RS. Cinergis, Santa Cruz do Sul, v.18, n. 2, p. 140-145, abr./jun. 2017.

OLIVEIRA, P.M, et al. Association between fat mass index and fat-free mass index values and cardiovascular risk in adolescents. Revista Paulista de Pediatria. V. 34, n. 1, p. 30-37, 2016.

CANEVASSI, G.A, et al. Associação entre obesidade central e o perfil glicêmico de pacientes acompanhados no ambulatório de nutrição em um hospital escola de Pernambuco. Repositório institucional - Faculdade Pernambucana de Saúde. maio, 2017. Disponível em: http://tcc.fps.edu.br:80/handle/fpsrepo/150. Acesso em 6 maio 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.