Riscos ocupacionais da equipe de enfermagem na hemodiálise

Ivonizete Pires Ribeiro, Ariadnne Magalhães Rodrigues, Isabela Castro Silva, Joana D'arc dos Santos

Resumo


Os riscos ocupacionais são todas as situações de trabalho que podem romper o equilíbrio físico, mental e social das pessoas. Objetivos: identificar os riscos ocupacionais aos quais à equipe de enfermagem está exposta durante na hemodiálise, descrever os tipos de EPI’S que são utilizados pela enfermagem, analisar os riscos ocupacionais durante os cuidados prestados pelos profissionais. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo-exploratório de natureza qualitativa. Participaram da pesquisa treze funcionários. A coleta de dados foi realizada por meio da técnica de entrevista semi-estruturada. Resultados e discussões:  após a coleta de dados emergiram duas categorias: Exposição dos riscos ocupacionais pelos profissionais de enfermagem na hemodiálise; Práticas para prevenção e controle de acidentes ocupacionais no setor de hemodiálise. Conclusão: Diante ao exposto, ressalta-se que é necessário buscar intervenções para diminuir a incidência e a prevalência de acidentes ocupacionais e exposição a doenças virais no qual terão maior impacto quando precocemente forem realizadas.

Palavras-chave


Riscos Ocupacionais; Equipe de Enfermagem;Diálise Renal

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, D.C.A.; SANNA, M.C. Ensino de biossegurança na graduação em enfermagem: uma revisão da literatura. Rev Bras Enferm. v.60, n.5, p.569-72, set./out. Brasília-DF, 2007.

BASSO, S. R. Uma Visão do Processo de Trabalho dos Profissionais da Enfermagem da Clínica Renal Santa Lúcia. Cruz Alta, 2001.

BRASIL. Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais (PNHV). Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

CORREA, R.A.; SOUZA, N.V.O. Riscos ocupacionais enfrentados pelo trabalhador de enfermagem no setor de hemodiálise. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental. Rio de Janeiro, v.4, n. 4, p.2755-2764, out./dez, 2012.

FERREIRA, C.T.; SILVEIRA, T.R. Hepatites virais: aspectos da epidemiologia e da prevenção. Rev. Epi. São Paulo, v.7, n.4, p.286-294, dez. 2006.

HOEFEL, H. H .K.; LAUTERT, L.; FORTES, C. Riscos ocupacionais no processamento de sistemas de hemodiálise. Revista Eletrônica de Enfermagem. v.14, n.2, p.286-95, abr./jun, 2012. Disponível em: . Acesso em: 25 nov, 2014.

LIVRAMENTO et al. Avaliação do nível de conhecimento de adolescentes a respeito da transmissão e prevenção das hepatites B e C. Revista de Patologia Tropical. v.38, n.3, p.155-163, jul./set. Florianópolis, 2009.

MARZIALE, M.H.P.; NISHIMURA, K.Y.N.; FERREIRA, M.M. Riscos de contaminação ocasionados por acidentes de trabalho com material perfuro-cortante entre trabalhadores de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem. v.12, n.1, p.36-42, jan./fev. Ribeirão Preto, 2004

MORAES, M.V.G. Doenças ocupacionais – agentes: físicos, químicos, biológicos, ergonômicos. São Paulo: Érica, 2010.

PINHEIRO, J.; ZEITOUNE, R.C.G. Hepatite B: conhecimento e medidas de biossegurança e a saúde do trabalhador de enfermagem. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. Rio de Janeiro, v.12, n.2, p.258-64, jun. 2008.

RAPPARINI, C; VITÓRIA, M.A.V; LARA, L.T.R. Recomendações para o atendimento e acompanhamento de exposição ocupacional a material biológico: HIV e Hepatites B e C. Brasília: Ministério da Saúde – Programa Nacional de DST /AIDS, 2010. Disponível em: . Acesso em novembro de 2014.

RIBEIRO, P.C.; RIBEIRO, A.C.C.; LIMA JÚNIOR, F.P.B. Perfil dos acidentes de trabalho em um hospital de Teresina, PI. Cogitare Enferm. v.15, n.1, p.110-6, jan./mar. Teresina-PI, 2010. Disponível em: . Acesso 24 de nov, 2014.

SILVA, M. K. D; ZEITOUNE, R. C. G. Riscos ocupacionais em um setor de hemodiálise na perspectiva dos trabalhadores da equipe de enfermagem. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem. Rio de Janeiro, v.13, n.2, p.279-86, abr./jun, 2009.

SILVA, A.L et al. Hepatites virais: B, C e D: atualização. Rev Bras Clin Med. v.10, n.3, p.206-18, mai./jun. São Paulo, 2012. Disponível em: . Acesso 20 nov, 2014.

SOARES, L.G. O risco biológico em trabalhadores de enfermagem: uma realidade a ser compreendida. 2011. Dissertação (Mestrado em Prática Profissional de Enfermagem na linha de pesquisa Saúde do Trabalhador) – Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Curitiba: UFPR, 2011.

SOERENSEN, A.A et al. Acidentes com material biológico em profissionais do atendimento pré-hospitalar móvel. Revista de Enfermagem UERJ. v.17, n.2, p.234-239, abr./jun. Rio de Janeiro, 2009.

VASCONCELOS, C. H. Avaliação de medidas de controle da hepatite em Minas Gerais, Brasil, 1980-2007. Cad. Saúde Pública. v.25, n.5, p. 996-1006, fev. Uberlândia, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Volumes Anteriores Impressos

 

INDEXADA EM: